Buscar
  • Geyson Gabriel Frare

Não adianta, o mundo mudou

Não adianta, o mundo mudou, se no Brasil o espanto foi que um candidato tornou-se presidente só usando as redes sociais. O que dizer da Ucrânia, que o candidato que se tornou ontem o presidente começou sua campanha pela Netflix? Sim, o novo presidente eleito da Ucrania, Vladimir Zelenski, começou a vislumbrar a chance de ser candidato a presidente do país depois de estrelar uma comédia na Netflix em que ele interpretava ser o presidente da Ucrânia.

Ontem a vida imitou a arte e o comediante desbancou o atual presidente do país e Zelenski tornou-se o novo presidente eleito da Ucrânia.


Mais uma prova, que não só no Brasil mas no mundo as coisas mudaram, aquele velho político republicano de terno e gravata, belo corte de cabelo e discurso que se altera entre comedido e inflamado com aquelas pausas para aplausos e que monta sua campanha pautada em cima da velha articulação politica está no fim (pelo menos em pleitos majoritários), ressalto abaixo algumas tendências que o professor Gaudêncio Torquato aponta para o pleito municipal de 2020 no qual eu assino embaixo.


1. O antivoto e voto de protesto; 2. O desprestígio de partidos; 3. A desmotivação das bases; 4. O nacionalismo; 5. A comunicação digital (as redes sociais); 6. O evangelismo; 7. As fake news; 8. O Estado-Espetáculo e seus Justiceiros/Salvadores da Pátria (Trump, Macri, Bolsonaro e agora Zelenski); 9. A "nova" política; e 10. A polarização social.




0 visualização

Siga-nos nas redes sociais

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • YouTube - Círculo Branco

Volte ao início